How a generation of creators reinvented art's business model and made history on the Ethereum blockchain.

We may be witnessing a new chapter in Art History. I'm not the first to "feel it".

Utopian visions of artists monetising their work direct-to-fanbase, through smart contracts, have been memed into reality. Big names are making millions, small creators are banking thousands. Either way, a big improvement over what anyone has ever squeezed out of Spotify or Youtube.

Bitcoin’s rise has been compared to the Protestant Reformation. There’s an apt analogy there for what's happening with Ethereum too.

But it is not the only one. Below are some historical parallels that can help shine light on the cultural frenzy


Acquisition tactics and political deadlocks in the early days of a new era for money.

10 years on, the prescience of that bitcointalk thread shines through.

After much speculation on the not-so-secret (though mostly ephemeral) cyber-possessions of nation-sates, there's finally some decent evidence for coiners to latch on to.

They've fantasised about Bulgaria's 200k BTC confiscated from hackers and supposedly hoarded. They dug the minutiae of the American DoJ's multiple seizures. They gladiated over the ethics of North Korea's mining endeavours.

Can't blame the hornets. In shill they were drown.

Crypto-lobby goes far beyond throwing darts at presidential candidates — if you look around, there's even official, direct-to-the-point executive proposals for smaller CBs (like Bermuda's)…


Por dentro de um dos derivativos mais exóticos do mercado.

A FTX foi a primeira corretora a oferecer derivativos de hashrate suficientemente líquidos. São uma classe de instrumento que dá a mineradores a possibilidade de hedgear sua exposição à dificuldade de se obter novos bitcoin.

Por Albert Hyseni. Via Unsplash.

Hashrate é uma medida da eletricidade (ajustada pela eficiência do hardware) sendo despendida na mineração de BTC.

Dificuldade é uma medida do quanto de hashrate é preciso despender pra encontrar um bloco válido. Quanto maior, mais difícil.

A dificuldade ajusta pra cima ou pra baixo a cada 2016 blocos. Se os 2016 blocos prévios se passaram mais rápido que 2 semanas, a dificuldade aumenta no…


De tokens re-hipotecáveis a transações atômicas: os 4 primitivos que constituem >90% dos apps financeiros descentralizados.

No primeiro artigo desta série, revisamos conceitos fundamentais de finanças; explicamos o que é #DeFi; e exploramos os pontos de vista mais comuns na indústria sobre a categoria.

Neste, descrevemos os 4 primitivos a partir dos quais quase todas as aplicações do setor são construídas. E listamos 7 projetos promissores que melhor fazem uso de composições entre eles. Os primitivos são:

  • 1. Emissão Colateralizada
  • 2. Automated Market Makers
  • 3. Re-empacotamento
  • 4. Transações Atômicas

Este é o trecho de um artigo publicado na plataforma da Paradigma.

Leia a versão completa [Paradigma Pro] CLICANDO AQUI 👀

🗳️ 1. Emissão Colateralizada

O diferencial que fez a…


Um olhar crítico sobre a adoção da criptomoeda onde ela é uma necessidade humanitária latente.

➡️ Para ler o relatório completo [PRO], clique aqui.

Uma das narrativas mais poderosas do Bitcoin é a de que ajuda cidadãos comuns a escaparem das garras de Estados tiranos. Por “garras”, entende-se: a inflação (perda do poder de compra da poupança); controles de capital e o confisco.

O quanto dessa história é verdadeira, e o quanto é puro marketing?

A seguir, exploramos dados e casos de uso do Bitcoin em economias suscetíveis a tais contextos.

🛒 O “Potencial Mercadológico” do Bitcoin

O Bitcoin tem (1) uma política monetária algorítmica (não infla arbitrariamente); é (2) transmissível para qualquer lugar do mundo e, se auto-custodiado, é (3) inconfiscável.

Esses atributos soam mais concretos se você já…


Por que seus fundos bilionários valem bem mais que as moedas que têm sob custódia?

Fundada em 2013, a Grayscale se tornou a maior gestora de criptomoedas do planeta. Com mais de U$ 3.5B, detém ~1.9% de todos os BTC em circulação. 1.2% de todos os Ether. Quase 10% de todos os Ether Classic.

É a vaca leiteira do DCG: Digital Currency Group, holding que controla a Coindesk, a Genesis, e tem participação na Blockstream, Chainalysis e Blockchain.info. Iniciada no 2º ciclo do Bitcoin (estamos no 4º), é uma das poucas candidatas da indústria ao primeiro IPO em solo americano.

O caminho seguido por Barry Silbert (o fundador da DCG) para capturar essa montanha de…


In the 4th Industrial Revolution, it's your turn to get obsoleted.

Recent decades brought fast wealth concentration around the planet, in contrast with the social mobility that flourished in the early-mid 1900s.

Percentage of income that stays with the richest 1%. Disparity is on the rise in anglophone countries, and has stagnated in Japan + Eastern Europe.

Oligarchs hold around 50% of all assets in existence. Five companies constitute 20% of the whole S&P 500 market capitalisation. Stock exchanges have been vibrant — socially distanced from the reality of the average citizen.

The pandemics led to an unprecedented expansion of the monetary base, funnelling fresh dollars towards financial instruments, enriching hegemonic banks and professional speculators — not exactly the kind of person you may think benefits from Corona-vouchers.

☁️ The Keiretsu On The Cloud

Keiretsu (系列) is a Japanese term to designate…


O futuro do trabalho é tão brilhante quanto parece?

Originalmente publicado na Paradigma.

As últimas décadas trouxeram rápida concentração de riqueza em boa parte do planeta, em contraste à mobilidade social que floresceu ao longo do século passado.

Porcentagem da renda que fica com os 1% mais ricos da população. A disparidade vem crescendo em países anglófonos, e estagnou no Japão e Europa Ocidental.

Oligarcas detém perto de 50% dos ativos em existência. Cinco empresas constituem 20% de toda capitalização de mercado do S&P 500. Bolsas de ações andam vibrantes — distanciadas socialmente da realidade do trabalhador médio.

A pandemia levou a uma expansão inédita da base monetária, canalizando dólares fresquinhos para instrumentos financeiros, e enriquecendo bancos hegemônicos e especuladores profissionais — não exatamente o tipo de gente que você acha que se beneficia com…


Máscaras faciais não funcionam. Ovo faz mal pra saúde. Carne vermelha dá câncer. E eu, tenho cara de palhaço?

Unusual Selfie. Arte de Selman Hosgor.

A incompetência fatal de nossos líderes políticos não pode passar em branco.

Todos os que subjugaram a "gripezinha" serão lembrados.

Todos os que correram para marcar pontos sociais baratos em vez de se engajar com a gravidade da situação.

Já que passamos fevereiro fazendo festa, e março fazendo pouco caso, abril deve terminar com uma conta de 5.000–15.000 mortes por complicações causadas pelo vírus, no Brasil.

(Osmar Terra, um dos líderes do governo na Câmara, garante que não vamos passar de 1.000).

Nos próximos 30 dias, dependendo do ritmo, o nº de casos confirmados por aqui chegará a:

  • +10%/dia: ~70…


Pandemia não é desculpa pra autoritarismo.

"A arte da guerra é render o inimigo sem precisar batalhar" — Sun Tzu

Bolsonaro está jogando com seus instintos.

No truco, no pôquer, e em qualquer outro jogo de estratégia, os maiores estragos não são feitos quando um jogador ostenta vantagem nítida sobre o adversário.

A jogada de máximo impacto envolve deixar o oponente achar que está por cima.

É quando ele te truca, ou aposta pesado — é quando ele te pede pra atacar — que os danos mais duradouros são infligidos.

O golpe de misericórdia mais fatal é aquele pelo qual a própria vítima acaba clamando.

🎭 A Escolha da Década

Em artigo recente para o Financial Times

Felipe

Collecting mental models ~

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store